Lugar da moda

Quinta, onze da noite. Numa travessa do Itaim você espera o manobra. Sim senhor o café é aqui mesmo, diz ele tentado controlar a formação duma fila tripla. O café, no caso, chama-se Nagayama, reduto de 9 em cada 10 yuppies paulistanos.

Curiosamente, de café o lugar não tem nada. O espaço se resume a um retângulo escuro lotado de mesas, onde clientes e staff se espremem num cerimonial complexo. Tudo isso ladeado por caixas de som num volume nada ambiente.

Cheguei cedo para pegar lugar, diz sua amiga bem a vontade. Você, saído do academia e morto de fome, só ri quando o garçom sugere 4 fatias de atum. Colega, só me volte aqui com vinte fatias e um saquê bem gelado.

A competição pela mesinha mais animada é pesada. Boys do mercado financeiro gargalham com Stellas em punho, publicitárias de Blackberry brindam seus cosmos e moças de meia-idade calibram o flerte com caipirinha de lichia.

Depois de várias tentativas você e sua amiga decidem conversar na rua. Ufa, viva a paz e o silêncio do trânsito paulistano. O papo finalmente rola solto. Ao final, beijos, abraços e a conta salgada, como era de esperar.

Moral da historia, freqüentar lugar pra ver e ser visto tem seu preço. O problema não é o quanto ele onera a sua carteira, mas a sua paciência.

Anúncios

5 Respostas to “Lugar da moda”

  1. Câmera de Vigilância Says:

    Tem uns lugares que têm uma mística que não dá pra entender. Sou muito a favor de ambientes silenciosos para poder falar baixo.

    sampa têm dessas, vai entender

  2. Câmera de Vigilância Says:

    E vou fazer coro com o pessoal do post anterior: seus textos são supimpescos!

    obrigado

  3. lucas. Says:

    Ver e ser visto é so last century. A nova moda é fazer o Mestre dos Magos…puff.

    hahaha mto bom, vou escrever sobre esse trend, aguarde

  4. Jettany Says:

    Lamento essa gente que acredita na arte do ver e ser visto em lugares com serviços de quinta e preços de primeira. São quase que Val Marchioris da vida.

    Da próxima vez, um conselho, colega: Não faz a Valdirene!

    A nova moda é receber amigos para conversas privée no aconchego do lar. Onde entre uma conversa e outra você mostra sua mais nova aquisição. Eu, por exemplo, adquiri um rapaz uruguaio que domina a arte do malabarismo com claves em chamas.

    sambô na cara da comunidade circ du soleil rs a verdade é q detexto receber, acho um porre ter q pensar na logistica antes, durante e depois. petit comite, só na casa dos outros 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: