Archive for agosto \13\UTC 2012

Euro Boy

agosto 13, 2012

Você se dedicou, malhou bastante, encarou shakes de baunilha e chegou na etapa final para ser aceito nas fervidas areias de Mikonos: escolher o tipo que você vai fazer na praia…

Ah, você não quer fazer tipo? Você quer ser você mesmo? Colega, lugar pra idealismo é o Posto 9 não a Grécia. A seguir, um resumo simples dos estilos que imperam por lá, basta rememorar seus brinquedos de infância, escolher um e ser feliz.

Estilo Ken: hit absoluto. Alto, definido, cara de nada, cabelo divididinho pro lado. O andar é duro, tipo bonequinho. Cabe acessórios como óculos, sungas, jóias. Sendo grife, tá valendo. É meio gay, mas diz que é assim mesmo (até porque, em Mikonos tá tudo em casa…)

O Falcon: Quem nunca teve um? Barba rala, cabelo bem cortado na máquina, que pode ser claro ou escuro (porque tinha 2 modelos). Pra você que acha puxado ser full metrossexual, vale lembrar que o Falcon tinha até pêlos no corpo. Eu faria… O estilo colega, o estilo.

Comandos em Ação: Todo articuladinho, troncudinho e definido. Digamos que é o corpo que mais se assemelha a realidade. Sempre vinham vestidos em uniforme de guerra, mas, se levarmos em consideração o fervo da ilha, fica até providencial. 

He-Man: Ficava de cara com o tamanho da coxa do He-man, um lance meio fisiculturismo. Na vida real acho bizarro esse tipo, que não rola muito nas praias da Europa. Coincidência ou não, era o único boneco sem volume embaixo da tanga. Dó, né?

[PS: Saio de férias pra Grécia e Turquia. Posts direto da EUR em breve. Abraços]

Anúncios

Balada no inverno

agosto 8, 2012

[Seguindo a linha do post anterior, borá falar sobre balada… Só que no inverno].

Sim, chegou o finde. E sim, está um frio da porra. Mas a gente sabe que mesmo se estivesse caindo o céu (alô Bispa Sônia), ainda assim você ia se jogar na balada. Logo, vamos abordar os itens que merecem sua atenção na estação.

‘O que vestir’ encabeça a lista, por motivos óbvios. Afinal, no inverno você tem que pensar no que usar e no que usar por cima do que usar. Nessa hora queria ser um ser evoluído que veste o que tiver e OK. Mas não trabalhamos com isso.

Outro item é a logística do local. Tem valet? A fila é na rua? Tem espaço aberto? Tem chapelaria? Aliás, bom lembrar, chapelaria em SP não é garantia de conforto. A fila é gigante, eles lotam rápido e na saída as vezes é melhor voltar no outro dia pra buscar.

Outro item é a birita. Adoro cerveja, mas pedir uma nesse frio dá efeito frozen brain. O problema é que a gente enche a cara de vódega importada e scotch sem gelo e quando vai pagar comanda é obrigado a deixar um olho e duas falanges.

Por fim, o aquecedor. Não bobinho, não é o aparelho, é o corpo que você vai levar pra casa. Afinal, a gente não se perfuma e sai no frio só pelos amigos. Pra isso tem o Facebook. E como geral está com muita roupa, dobre a atenção pra não levar gato por lebre. Daí  é sorrir bastante e fazer um brinde ao José, no caso, o Cuervo.